O Autor

Minha foto
Escrever sempre foi um hobbie e uma forma de tratamento para os momentos mais difíceis ao longo da minha formação como indivíduo. Nunca imaginei que meu trabalho viria ao encontro de tantas pessoas. Que tantos se identificariam com os sentimentos com os quais lido em meus trabalhos. Criei esse blog como um backup de minhas poesias, por medo de que se perdessem caso não as tivesse em rede. Hoje tenho um público cada vez maior e que, mesmo com minhas prolongadas ausências, continua a acompanhar minhas postagens. Agradeço pelo interesse, de verdade.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O Martírio de Atlas

Pesada a carga sobre os ombros
Um mundo alheio em suas costas
O sofrimento calado de um dever hercúleo.

Largar tudo, desistir e virar as costas para todos?
Aguentar sozinho, com sorriso amargo, o peso eterno?

Respostas fáceis. Palavras frias. Problema insolúvel.
O que fazer sobre tamanho fardo?

Meu sofrimento é observar, preso a correntes,
O sofrimento de uma alma irmã em sua punição sem crime
Enquanto sou devorado vivo.

Nenhum comentário: