O Autor

Minha foto
Escrever sempre foi um hobbie e uma forma de tratamento para os momentos mais difíceis ao longo da minha formação como indivíduo. Nunca imaginei que meu trabalho viria ao encontro de tantas pessoas. Que tantos se identificariam com os sentimentos com os quais lido em meus trabalhos. Criei esse blog como um backup de minhas poesias, por medo de que se perdessem caso não as tivesse em rede. Hoje tenho um público cada vez maior e que, mesmo com minhas prolongadas ausências, continua a acompanhar minhas postagens. Agradeço pelo interesse, de verdade.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Calabouço Interior

Carrego menires no peito
Cada pedra uma lembrança,
Trancafiando-me por dentro.

Vozes gritam do cárcere
Vozes veladas,
Caladas no ímpeto
Vozes geladas,
Sussurrando entre as frestas da mente.

Entre as pedras que me esmagam em seu peso
Entre gritos e gemidos do passado
Ossos partidos e sangue derramado
Ainda brota uma flor na umbra.

Da vida a angustia não se desprende, como pele
Mas haja vida, haverá um caminho para florir
 Em meio à escuridão.


Nenhum comentário: